Sem caixa?

Sonia Racy

23 Fevereiro 2013 | 01h10

Divergências entre Santander, Itaú, Bradesco e a AES Eletropaulo impedem que clientes paguem a conta de luz na boca do caixa. A Eletropaulo rescindiu o contrato com os três por discordar do reajuste de tarifa pedido pelos bancos.

Segundo Mariana Alves Tornero, do Idec, a prática é considerada abusiva, uma vez que concessionária e bancos não poderiam recusar prestação de serviço mediante pagamento: “Se o cliente for impedido de pagar, pode reclamar com o Banco Central e na Justiça”.

Sem caixa 2

O BC não pensa assim. Diz que, pela regulamentação do CMN, um banco só pode receber contas de um prestador de serviços se houver acordo – que, nestes três casos, foi rompido.

Sem caixa 3

Procurada, a AES Eletropaulo avisa: os clientes podem fazer o mesmo pagamento nos caixas eletrônicos, débito automático, por meio da internet e telefone.