Sem alça

Redação

29 de setembro de 2008 | 08h50

Adquirida em maio, a maleta de bloquear ligações do Departamento Penitenciário Nacional foi usada em quatro locais: duas penitenciárias federais e duas estaduais. Graças a ela, cerca de 1.000 ligações foram rastreadas e bloqueadas em cada presídio dos Estados.

O aparelho, no entanto, está parado nas mãos da Justiça, desde que começou a polêmica dos grampos.