Seguro defeso em Brasília tem 17 pescadores favorecidos

Sonia Racy

17 de julho de 2020 | 00h50

Tem gente intrigada no Ministério da Economia. Há pescador recebendo o seguro defeso em Brasília. Este seguro é um benefício pago há anos pelo INSS, a pescadores artesanais, durante o período do defeso – época quando a pesca é proibida por lei.

Recebem um salário mínimo por mês, valor maior que o auxílio emergencial do governo Bolsonaro.

Não são muitos no DF, mesmo com a pandemia. O Portal da Transparência mostra 17 pescadores favorecidos. Em 2019, eram… 23.

Já Minas Gerais – que não tem mar mas têm rios – registra hoje 14,8 mil pescadores no seguro defeso. Em 2019, mais de 442 mil pescadores receberam o benefício no País.

Carro cego

O Procon SP chama a atenção dos… postos de combustível do município. Vão ter que mudar seus informes de preços porque alguns estavam induzindo o consumidor “ao dano patrimonial e moral”, diz o órgão.

Terão agora que destacar o valor com letras bem maiores. A oferta do dia, ou promoção, terá letra menor.

Esta surpresa

Fotógrafo contratado se surpreendeu no aniversário de uma influencer. Informado de que a reunião teria algo como dez pessoas portando máscara, ele se deparou com 40 convidados sem proteção. Coincidência ou não, dez dias depois, foi diagnosticado com covid-19.

Credibilidade

O TSE prepara campanhas pré-eleições com Camila Pitanga, Drauzio Varella e Atila Iamarino. A atriz falará da importância de mulheres no processo, Atila sobre desinformação e Drauzio sobre cuidados sanitários para preservar eleitores e mesários.

No forno, outras duas campanhas sobre a participação e voto consciente do eleitor. Mas ainda não há rosto definido.

Sobrando grana

A demanda para investir por meio da primeira SPAC brasileira – empresa “do cheque em branco”, cujo objetivo é fazer aquisições – montada em NY foi de mais de …US$ 1 bilhão.

Coordenada pelo Credit Suisse – que lidera este tipo de operação nos EUA – a empresa viu entrar US$ 220 milhões até agora.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.