Segurança

Sonia Racy

03 de abril de 2013 | 01h08

O estupro da turista americana, no Rio, acelerou projeto de reforço à segurança de provas colhidas em investigações de crimes sexuais. Serão instaladas salas-cofres climatizadas para guardar o material em 85 hospitais de todo o País.

“A prova do crime é fundamental”, explica Aparecida Gonçalves, secretária de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: