Segundos serão os primeiros?

Sonia Racy

14 de fevereiro de 2012 | 23h10

Não é nada tranquila a percepção, no Planalto, em relação ao leilão de Viracopos e Brasília, caso os dois consórcios vencedores venham a ter algum problema no registro de suas propostas.

Prevê-se certa dificuldade em convencer os segundos colocados a assumir a tarefa.

Segundos 2

Por quê? Pelas regras do edital de concessão dos aeroportos está previsto que, na desistência do vencedor, o segundo lugar (substituto natural) teria de arcar com o mesmo valor da oferta vitoriosa.

Traduzindo: nos dois casos, os consórcios precisarão desembolsar ágios gigantes que, a princípio, não os remuneram – visto que seus lances foram muito menores.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: