Segundo passo

Sonia Racy

17 de abril de 2015 | 01h07

Alberto Toron conseguiu quarta-feira, no TRF de Porto Alegre, habeas corpus revogando a segunda prisão preventiva de Ricardo Pessoa, da UTC. Ela foi decretada porque um dos advogados da empresa teria estado com José Eduardo Cardozo para, supostamente, influenciar no processo.

Falta agora suspender o primeiro pedido de prisão preventiva para que Pessoa saia do encarceramento.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: