Secretaria de Direitos Humanos vai atender a famílias de presos mortos

Sonia Racy

07 Janeiro 2017 | 00h45

Assim que todos os corpos dos presos mortos em Manaus e Boa Vista forem reconhecidos, a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência mandará missão aos dois Estados. Um grupo vai ajudar a atender as famílias das vítimas.

Apoio

A secretária Flávia Piovesan, que também é procuradora, quer fortalecer os direitos desses familiares. Ela usará a experiência do grupo que propôs indenizações no caso dos 18 detentos mortos por asfixia em uma cela sem ventilação em uma delegacia de SP, em 1989. Mario Covas, então governador, autorizou a indenização em 1998.

Apoio 2

“Fui coordenadora do grupo e pretendo compartilhar a experiência sobre os critérios indenizatórios. O governo do Amazonas já sinalizou ação nesse sentido”, disse a secretária à coluna.