Saudades de Bush?

Redação

18 de fevereiro de 2009 | 06h00

O chefão da Inteligência de Barack Obama, Dennis Blair, sabe demais, ou então sabe de menos. Ao falar no Senado avisou que, se a atual crise se prolongar, pode haver uma “exacerbação do extremismo violento” pelo mundo afora.

E citou a América Latina – é a primeira vez que o governo americano faz isso – ao lado de Oriente Médio
e Ásia, entre as áreas
mais expostas a risco.

Leia outras notas no blog da coluna Direto da Fonte

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.