Sashimi de casa

Sashimi de casa

Sonia Racy

21 Dezembro 2014 | 01h10

Foto: Iara Morselli/Estadão

O lugar só funciona no jantar – até para que o chef, Fabrizio Matsumoto, possa se dedicar aos clientes muito especiais que disputam os poucos lugares no sushi-bar, que faz as vezes de point para bate-papo. Ele e Bruno Setubal são dois dos sócios do Geiko-San (pronuncia-se gueico), restaurante nos Jardins que acaba de completar um ano de atividade e se prepara para alguns desafios em 2015. “Queremos aumentar nossa participação no setor de eventos, expandindo o serviço, que já é um sucesso”, explica Fabrizio. “E também estamos de olho em uma nova unidade”, completa Bruno, sem, contudo, especificar o bairro. Ao que tudo indica, o Itaim seria uma opção. Além disso, a dupla mira o Rio de Janeiro no próximo ano. O segredo de contar com gente como Ronaldo, Kaká, Pato, Carol Buffara, Eduardo Moscovis e Sergio Marone semanalmente saboreando a alta-gastronomia de Fabrizio? “O ambiente. Aqui todo mundo se sente em casa”, garante Bruno.