São Paulo terá CPI contra o trabalho escravo

Sonia Racy

09 de abril de 2014 | 12h14

Será instalada hoje, na Assembleia paulista, a CPI do Trabalho Escravo. A intenção é fazer com que a investigação chegue a um relatório final, o que ainda não aconteceu com comissão sobre o mesmo tema no Congresso.

De autoria do deputado tucano Carlos Bezarra Jr. – que também é autor da lei contra o trabalho escravo no Estado de São Paulo -, a CPI tem duração de 120 dias e é prorrogável por mais 60.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.