São Paulo ganha duas obras do arquiteto Kengo Kuma

São Paulo ganha duas obras do arquiteto Kengo Kuma

Sonia Racy

20 Julho 2017 | 00h45

PAVILHÃO COBOGÓ, DE KENGO KUMA

PAVILHÃO COBOGÓ, DE KENGO KUMA. FOTO: DIVULGAÇÃO

Carlos Jereissati Filho, Michel Farah e Paulo Koelle fizeram os lances e faturaram, na segunda-feira, duas réplicas de Pavilhão Cobogó – uma das obras de Kengo Kuma em sua mostra Eterno Efêmero, aberta naquela noite na Japan House.

Ato seguinte: a Farah Social está viabilizando, junto à Prefeitura, locais públicos onde ficarão as duas obras. Uma deverá ficar nos Jardins e a outra em alguma área não tão bem servida – como Perus ou Guaianases.

Velinhas imortais

Nélida Piñon, secretária-geral, faz hoje, no Rio, o discurso solene dos 120 anos da Academia Brasileira de Letras.

No evento, que inclui exibição do Quarteto de Cordas do Rio, o historiador João José Reis recebe os R$ 300 mil do Prêmio Machado de Assis de 2017, por seu livro A Morte é uma Festa.

Ziraldo na tela

Cartunista, pintor e escritor, Ziraldo agora vai virar documentário. Sua filha Daniela Thomas vai contar sua trajetória desde os tempos do Pasquim. A Casa do Ziraldo será exibido pelo Curta! nos 85 anos do autor, em outubro.