Saindo do forno

Saindo do forno

Sonia Racy

16 de fevereiro de 2014 | 01h13

Foto: Paulo Giandalia/Estadão

Há algum tempo, quando o assunto era doce, sua única habilidade na cozinha eram os bolos de caixinha pré-prontos. Depois de cursos no Brasil e no exterior e milhares de fornadas para as amigas – e para as amigas das amigas –, Rossana Schrappe tornou-se boleira de mão cheia. E, há três anos, a brincadeira virou a Homemade Cakes – instalada numa casinha de bonecas (como ela costuma dizer) no coração dos Jardins. O diferencial? Mudar o olhar dos amantes de doces para os bolos decorados. “Além de bonito, o bolo tem de ser maravilhoso e delicioso. Na mesma proporção”, diz ela. O que faz mais sucesso? O de limão siciliano com doce de leite e o de chocolate com baba de moça de maracujá disputam a liderança. Receita? “Levar o máximo de alegria para as pessoas. Porque ninguém quer um bolo quando está deprimido. O bolo celebra a felicidade.”

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.