Sabina de Libman prepara reabertura da Galeria Arte Aplicada em novo formato

Sabina de Libman prepara reabertura da Galeria Arte Aplicada em novo formato

Sonia Racy

13 de agosto de 2020 | 00h40

SABINA DE LIBMAN – FOTO: SILVANA GARZARO/ESTADÃO

Sabina de Libman conta que sua vida foi baseada em desafios – inclusive quando se formou em arquitetura “numa época em que as mulheres nem estudavam e nem trabalhavam”. Ela inaugurou sua galeria em 1971 com artistas como Tomie Othake. E chegou a montar exposição de arte erótica em plena ditadura militar. Seu mais recente desafio – agora imposto pela pandemia – é transformar a Galeria Arte Aplicada num escritório de arte.  “Aproveitamos para redecorar o espaço, que deve reabrir em um mês. Acredito que as pessoas, por terem passado muito tempo em casa, hão de valorizar mais a arte e as galerias”, espera.

Tudo o que sabemos sobre:

Sabina de Libman

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: