Sabatinas da fé

Sonia Racy

15 de maio de 2014 | 01h08

Embora o pastor Everaldo Pereira, do PSC, já tenha lançado pré-candidatura à presidência, líderes evangélicos – que têm sob sua guarda exército de pelo menos 20 milhões de votos – não fecharam questão em torno de seu nome, considerado por muitos “sem consistência” para enfrentar a corrida ao Planalto.

Tanto é que a Confederação dos Pastores do Brasil (leia-se igrejas Universal, Assembleia de Deus e Sara Nossa Terra, entre outras) quer conhecer as propostas de Dilma, Aécio e Eduardo Campos (além do próprio Everaldo) – e abordar temas polêmicos, como aborto e casamento gay.

O calendário de sabatinas será definido em reunião, em Brasília, na quarta-feira. A ideia é ouvir o primeiro presidenciável ainda este mês.

Sabatinas 2

Corre por fora Magno Malta, que insiste em colocar seu nome na disputa – hipótese praticamente descartada pelo PR. Mesmo assim, o senador bate ponto entre religiosos. Neste sábado, estará em Curitiba, em evento para 300 mil pessoas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: