Ruralistas pedem a Maia paternidade de projetos ambientais

Sonia Racy

30 de agosto de 2019 | 00h45

 

FLORESTA AMAZÔNICA. FOTO AGÊNCIA BRASIL/EBC

Verde na veia

A repercussão mundial das queimadas na Amazônia gerou situação inusitada na Câmara. Em busca de agenda positiva, os líderes da bancada ruralista pediram ao presidente Rodrigo Maia que todas as propostas para reduzir os danos dos incêndios fossem encabeçadas por eles.

A ideia é vender boa imagem do setor no exterior às vésperas de um tour que vem sendo organizado por Maia e ruralistas por países europeus.

Verde na veia 2

A principal vitrine do grupo é um projeto que tenta dar fim aos incêndios florestais premeditados agravando as penas por desmatamento criminoso. O texto determina, por exemplo, que destruir ou danificar florestas pode dar até sete anos de cadeia.

O autor original da proposta é Rodrigo Agostinho, do PSB paulista e presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara. No entanto, a pedido de Maia ele cedeu o projeto aos ruralistas.

Verde 3

“Abri mão para que o projeto avance na Câmara. Hoje há uma impunidade muito grande nos casos de desmatamento”, ponderou à coluna o deputado do PSB.

Com sua anuência, a pauta avançará na Casa com o carimbo da bancada do boi.

Reencontro

Bolsonaro desembarca em São Paulo neste fim de semana. Tem encontro com o amigo Edir Macedo.

O bispo ganhou, recentemente, passaporte especial do presidente. Que, no entanto, foi cassado dias depois pela Justiça Federal do Rio.

Punição

O Conselho de Ética da Assembleia paulista aceitou denúncia e abriu processo que pode resultar na cassação do mandato de Arthur do Val, também conhecido como “Mamãe Falei”.

Motivo: ele chamou os deputados de “vagabundos” no plenário da Casa. “Errei no tom, obviamente. Mas isso não é motivo para expulsão”, disse do Val à coluna.

Desistência

O deputado Marcus Pestana, primeiro suplente na Câmara, desistiu da vaga a que teria direito com a saída de Bilac Pinto, do DEM – que foi convocado pelo governador mineiro Romeu Zema para ser seu secretário de Governo.

Pestana prefere dedicar-se à vida privada, como consultor de empresas. A vaga da coligação passou a Fabiano Tolentino, do PPS.

Huck no rally

Luciano Huck participa, hoje, do Rally dos Sertões, numa etapa em que passa – com o youtuber Winderson Nunes – pelos canyons do Vale do Gurguera.

O apresentador, que chegou anteontem a Bom Jesus, no Piauí, aproveitou a presença na cidade para gravar na casa da mãe de Nunes e conhecer um programa de assistência médica gratuita patrocinado pela corrida.

Amazônia feminista

O filme Icamiabas, projeto da LC Barreto Produções, marca a estreia, na direção, de Julia Barreto – que vem a ser neta de Luiz Carlos Barreto. Ela terá consultoria do fotógrafo João Wainer.

O documentário, conduzido pela autora Maha Sati, busca marcas do feminismo ancestral analisando a vida das mulheres amazônicas. As filmagens começam em outubro no Pará e têm coprodução da Kyvo, consultoria que apoia iniciativas do gênero naquela região.

Inclusão

Mauricio de Sousa “convocou” a causa da inclusão para a sua Turma da Mônica. Um novo personagem, Edu, sofre de uma doença rara e chama a atenção para o tema em edição especial da revista. O lançamento acontece amanhã, na Bienal.

 

Leia mais notas da coluna:
+Pressão de tucanos paulistas faz Aécio insistir em ficar no PSDB
+‘Butantã vai fornecer vacinas de gripe para a OMS’

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: