Roraima tem apenas um auditor fiscal do trabalho

Sonia Racy

21 Abril 2018 | 00h45

“Pequeno” detalhe revelado em audiência na Câmara sobre refugiados por uma procuradora do Trabalho de Roraima: o Estado tem… um auditor fiscal do trabalho. E cerca de 50 mil migrantes.

Em suma, não há como investigar as denúncias de que venezuelanos estão sendo contratados, no comércio de Boa Vista, por salários inaceitáveis.

Leia mais notas da coluna:

‘Pedido’ de Alckmin para Aécio entra no cálculo de tucanos mineiros

Gustavo Ungaro deixa Ouvidoria-Geral e vai para Controladoria da capital