Ricardo Salles encontra ambientalistas e fazendeiros na Fazenda Cayman

Sonia Racy

04 de junho de 2019 | 00h20

RICARDO SALLES. FOTO: PEDRO CALADO/SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE

RICARDO SALLES. FOTO: PEDRO CALADO/SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE

É pau…

Ricardo Salles passou fim de semana na Fazenda Cayman, reduto ecológico de Roberto Klabin – ambientalista ferrenho, fundador da SOS Mata Atlântica – em encontro entre ambientalistas e fazendeiros.

O que buscavam? Uma agenda comum entre desenvolvimento e conservação.

…é pedra…

Combinou-se, na conversa, aprofundar dois temas em parceria: o dos Pagamentos por Serviços Ambientais e a exploração de possibilidades para ampliação do turismo em unidades de conservação.

…é o começo…

O ministro ouviu uma avaliação de fazendeiros tradicionais da região de Corumbá a respeito do assoreamento do Rio Taquari: ele inviabilizou quase 10% da área da planície pantaneira tanto para a natureza bem como para uso da iniciativa privada.

…do caminho?

Além disso, segundo participante do encontro, Salles surpreendeu positivamente ambientalistas presentes ao explicar suas posições de maneira mais clara.

Entre outras, mostrou que está empenhado em resolver problemas como os das águas de Bonito e o da regularização fundiária do Parque Nacional da Serra da Bodoquena, no Mato Grosso do Sul.

 

Tendências: