Ribalta 2

Sonia Racy

27 de maio de 2010 | 08h50

Completamente à vontade – a não ser diante de flashes que pipocaram por alguns minutos – disse estar encantada com São Paulo. Só conheceu o Rio anos atrás, foi para lá ontem. “Queria ficar um tempo aqui”, revelou, admitindo que jamais deixará Paris. “Lá é minha casa”, observou, sentado no sofá e tirando os sapatos. Como se fosse a coisa mais natural do mundo. E foi.

Livre, leve e solta – acaba de romper com o namorado italiano – a atriz falou sobre cinema, aspirações de vida e arrancou suspiros dos presentes. Inclusive os das mulheres, como Maria Fernanda Cândido. Inveja? Despertou sim, do alto da sua silhueta impecável, ao beber e comer de tudo sem restrições. Sequer pensa em dietas. Faz exercícios? “Quando dá”, disse ela, não aparentando seus 61 anos – sem cirurgia plástica.

A preferida de Truffaut, Lelouch e Costa-Gavras chegou às 20h30. E só deixou o apartamento depois da meia-noite.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: