Retrato social

Retrato social

Sonia Racy

01 de março de 2020 | 00h10

FOTO: ARQUIVO PESSOAL

Ao longo de seus 23 anos como diretora na Globo, Teresa Lampreia dirigiu sucessos da teledramaturgia brasileira como O Clone, Rei do Gado, Hilda Furacão, Páginas da Vida, A Casa das Sete Mulheres, Em Família e muitos outros. Desde setembro de 2019 a diretora reside em Los Angeles. Ali, entre produções “ainda em fase de captação”, ela está à frente de Teresa Island – “uma coprodução internacional dirigida exclusivamente por diretoras mulheres”. A série, avisa, “ é baseada no romance Strawberry Fields Forever e tem a imigração como tema principal”. Hoje, Teresa dedica-se ao entretenimento destinado a estimular mudanças sociais. Segundo ela, essa mudança foi a realização de um sonho, planejado e principalmente impulsionado a partir da morte de seu pai, o embaixador Luiz Felipe Lampreia, quatro anos atrás. “Pude ver que a vida passa, o material fica e o que nos define são nossas ações e a maneira como encaramos a vida”, revela. Teresa quer “criar e incentivar conteúdos que ajudem pessoas a transpor seus medos e preconceitos, que ajudem a combater o descompasso de nossa sociedade.”

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.