Resistência

Sonia Racy

19 de janeiro de 2011 | 23h05

A possível volta de Joaquim Lopes da Silva à presidência da EMTU não agrada a todos.

Há funcionário da empresa que não esquece episódio ocorrido na primeira gestão Lopes: desde 2005 a EMTU responde ação por contratação de serviço de micro-ônibus sem licitação.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: