Renegados

Sonia Racy

04 Setembro 2013 | 01h08

Anderson Lopes Miranda, do Movimento da População em Situação de Rua de SP, fez denúncia durante reunião do Conselho da Cidade, semana passada: moradores de rua da Baixada Santista estariam sendo deixados pela assistência social de Santos, de madrugada, no bairro do Jabaquara.

Muitos, ressalta, procuraram o movimento, no Brás, para pedir ajuda. “É muito grave, por isso resolvi alertar o prefeito Fernando Haddad”.

Renegados 2

À coluna, Paulo Alexandre Barbosa, prefeito de Santos, negou as informações: “Não temos a visão de tirar os moradores de rua da cidade. Nos últimos seis meses, dobramos o número de vagas em abrigos, agora são 400”.

Segundo ele, a prefeitura acaba de fechar parceria com a USP para a realização de um censo. “Não exportamos seres humanos”, faz coro Rosana Russo, secretária de Assistência Social de Santos.