Rendas e paetês

Rendas e paetês

Sonia Racy

20 de outubro de 2013 | 01h05

Foto: Iara Morselli/Estadão

A preocupação com a exclusividade motivou e Juliana Sverner e Ana Kurc a lançar a marca de vestidos de festa Aya.“Produzimos poucas peças de cada modelo. Tudo para evitar que nossa cliente encontre outra com a mesma roupa em uma festa, por exemplo”, explica Ana. “Além disso, estávamos sentindo falta de roupas para sair mais clássicas, mas com toque fashion – ou as peças tinham muito brilho e você só conseguia usar uma vez, ou eram simples demais”, completa Juliana. A dupla começou a produção com apenas 30 vestidos, só para as amigas, no réveillon passado. “Deu tão certo que todos sumiram em um dia. Pronto, resolvemos criar a marca”, emenda Ana. As moças – que atendem com hora marcada em seu ateliê, nos Jardins –se conhecem desde pequenas e fizeram faculdade de estilismo juntas, no Istituto Europeo di Design. Ana trabalhou por um ano e meio com o estilista Reinaldo Lourenço. “Foi quando aprendi a fazer vestidos”, conta. Antes, Juliana estagiou em uma grande assessoria de moda. “Por enquanto, não pretendemos abrir loja em São Paulo, mas cogitamos a ideia de vender nossos vestidos em multimarcas pelo interior”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: