Relatora de secretaria, Mara Gabrilli quer acessibilidade nos patrimônios tombados

Relatora de secretaria, Mara Gabrilli quer acessibilidade nos patrimônios tombados

Sonia Racy

04 Julho 2016 | 11h14

AUDI17 SÃO PAULO 13/12/2012 VIDA& CIÊNCIA/IMPORTAÇÃO Audiência Pública na Câmara Municipal de São Paulo sobre projeto de lei que trata de importação de material científico. Na foto a deputada Mara Gabrilli. FOTO PAULO LIEBERT/ESTADÃO

PAULO LIEBERT/ESTADÃO

 

Mara Gabrilli, escolhida na semana passada como relatora da Medida Provisória que recriou a Secretaria Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, já definiu uma prioridades que deve colocar na pasta: promover a acessibilidade de edifícios tombados como patrimônio público.

No papel de relatora, a deputada deve estabelecer quais são as incumbências da nova secretaria. A pasta havia sido extinta no meio das fusões de ministério. Entidades relacionadas ao assunto e a deputada Mara, entretanto, pediram ao ministro da Justiça que recriasse a pasta — pedido esse que foi atendido no dia 30 de maio.

Outro ponto que Mara quer estabelecer como responsabilidade da secretaria será elaborar projetos que dê acessibilidade também a patrimônios ambientais. “Aqui no Brasil, ser patrimônio tombado é como se fosse sinônimo de não precisar fazer a acessibilidade dos locais.”