ICMS maior para carne atrapalha a venda de ovos?

Sonia Racy

26 Janeiro 2017 | 01h00

A decisão do governo Alckmin de aumentar o ICMS para a carne deve reduzir o consumo da proteína e impactar outra, bem mais barata, que durante anos foi crucificada pelos médicos como geradora de colesterol alto: o ovo.

Do grupo Mantiqueira, Leandro Pinto, responsável por 6% do mercado brasileiro de ovos – e dono de 11 milhões de galinhas – não aposta muito nisso. “Peixe e frango concorrem com o ovo”.

Crise no setor? “Olha, ela tem durado seis horas, o tempo entre uma refeição e outra”, brinca o empresário.