Rebuliço 2

Sonia Racy

18 de janeiro de 2011 | 23h09

O argumento é que o interesse público deva prevalecer em relação ao privado. O caso modelo, que pode deixar muito investidor temeroso, é o de uma moto, já no terceiro dono.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.