Rebeldia

Sonia Racy

05 de junho de 2012 | 01h07

Em provável tentativa de se valorizar, expoentes do PR-SP expuseram a tucanos os apelos do comando da campanha de Haddad, para evitar o apoio da legenda à candidatura de Serra. Afirmaram ter recebido oferta da vaga de vice para Aurélio Miguele que, diante da recusa, o QG haddadista tentou convencê-los a fechar com Chalita.

Rebeldia 2

Também deve crescer a pressão para que vereadores tucanos contrários à coligação proporcional na Câmara paulistana silenciem. Além do PSD, o PP, que está prestes a fechar com Serra, colocou na mesa a exigência do “chapão”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.