Rarefeito

Redação

31 de janeiro de 2009 | 06h00

Há mais coisas no ar além de aviões, no tiroteio entre a Anac e o governador Sergio Cabral quanto ao futuro do aeroporto Santos Dumont.

O bate-boca traduz uma disputa entre Cabral e Nelson Jobim, que defende – assim como sua aliada na Anac, Solange Vieira – o uso do aeroporto para voos além da ponte aérea.

E brigam por quê? Pela vaga de vice na chapa Dilma Rousseff-2010.

Leia outras notas no blog da coluna Direto da Fonte

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.