Quórum

Sonia Racy

25 de abril de 2012 | 01h02

Fábio Assunção justificou, anteontem, no Palácio dos Bandeirantes, sua presença na lotada posse de Marcelo Araújo. “Quis prestigiar, é ótimo nome para a Secretaria”. Expectativa para a nova gestão da Cultura? “Como produtor de teatro, gostaria de ver desemperrar o ProAC (mecanismo de financiamento via isenção fiscal)”.

O ator, discreto, se posicionou no fundo do auditório, sendo resgatado por Odilon Wagner.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.