Quem, eu?

Sonia Racy

17 de agosto de 2012 | 01h03

Brizola Neto, ministro do Trabalho, se diz injustiçado com as críticas que vem sofrendo por suposta omissão diante da greve dos servidores federais. “A prerrogativa de negociar é do Ministério do Planejamento”.

Para o Trabalho, sobra ouvir e tentar flexibilizar limites impostos pela outra pasta.