Quem ama cuida

Redação

01 de novembro de 2009 | 06h38

Enquanto o Rio corrre atrás do prejuízo pelo incêndio que destruiu parte das obras de Hélio Oiticica, em Porto Alegre a Fundação Iberê Camargo mantém mais de 4 mil obras e 20 mil documentos do artista.

Com ajuda de Jorge Gerdau, que se empenhou na tarefa, e da viúva do artista, Maria Camargo – que, aos 93 anos, cuida do acervo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.