Quatro rodas

Sonia Racy

04 Outubro 2015 | 00h50

Se o tempo médio de ida e volta ao trabalho na Grande São Paulo fosse reduzido em meia hora – hoje, é de 100 minutos – a economia anual obtida seria de R$ 156 bilhões, aumentando o PIB (de R$ 5,5 bilhões em 2014) em 2,83%. E isso representaria cerca de R$ 97 bilhões no aumento do consumo da população.

O cálculo é do economista Eduardo Haddad, professor titular da USP, em pesquisa apoiada pela Fapesp que investigou a “valoração econômica do tempo de viagem” na Região Metropolitana.

Grande vilã da história, a frota total da região, segundo o Denatran, bateu em julho nos 8,35 milhões de veículos.