Quatro rodas

Sonia Racy

29 de novembro de 2012 | 02h20

A ida do ex-Ford e ex-Suzano Antonio Maciel (ainda não confirmada) para o Grupo Caoa teria motivo ambicioso: criar uma montadora brasileira. O assunto corre solto pelo meio automobilístico e, segundo fonte graduada do setor, envolveria o BNDES e a fábrica da Caoa em Goiás – de cuja linha de montagem saem, hoje, carros da Hyundai.

O protótipo viria da China e seria adaptado às necessidades e regras locais.

Quatro rodas 2

Mas, e a Hyundai? Ficaria sem fábrica no País? Não exatamente. A montadora coreana inaugurou planta própria em Piracicaba, este mês, sem participação acionária da Caoa.

A ideia básica do projeto seria copiar o que fizeram os governos chinês e coreano – que apoiaram fortemente suas indústrias automobilísticas.

Quatro rodas 3

Procurados durante dois dias, tanto Antonio Maciel como Carlos Alberto de Oliveira, da Caoa, não retornaram as ligações. O BNDES, por sua vez, diz que “este assunto não está sendo discutido no banco”.

Vem aí uma JBS sobre rodas?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.