PSDB vai prometer debates presenciais entre pré- candidatos tucanos

Sonia Racy

21 de julho de 2021 | 00h50

JOÃO DORIA. FOTO: WERTHER SANTANA/ESTADÃO

JOÃO DORIA. FOTO: WERTHER SANTANA/ESTADÃO

A executiva do PSDB bateu o martelo. Quatro “pré-presidenciáveis”, pelo que se apurou, participarão de cinco debates presenciais em outubro, um em cada região do País. Doria, Eduardo Leite e Artur Virgílio confirmaram participação. Tasso Jereissati, porém, ainda resiste a sair do seu isolamento em Fortaleza.

A partir de agosto, os quatro tucanos terão direito a uma verba do PSDB nacional – a ser definida –para as prévias.

Tucano…versus tucano

E Rodrigo Garcia já se inscreveu nas prévias e debate dia 18 de outubro, entre quem disputa o governo pelo PSDB. Regras foram definidas anteontem pela executiva estadual do partido.

Atuação

Estado e Prefeitura deflagraram ontem, às 6 da manhã, operação conjunta em defesa das águas, em dois loteamentos do bairro do Grajaú, na represa Billings.

Casas foram demolidas, moradores estão sendo notificados e associações foram autuadas. Tentam desmotivar loteadores clandestinos e compradores de áreas que são importantes para a manutenção dos mananciais.

Homenagem

Paulo Gustavo será homenageado amanhã, de forma remota, no prêmio ABRA de Roteiro de 2021 – que vai contar com vídeos de personalidades ligadas ao ator, como Monica Martelli, Fabio Porchat e Fil Braz. Falam também sobre a importância de se premiar a comédia.

Das letras

Michel Temer quer entrar na briga pela cadeira da poeta e dramaturga Renata Pallottini – morta no dia 8 – na Academia Paulista de Letras. O ex-presidente mandou ofício ao presidente José Renato Nalini.

Na mensagem, diz estar “animado pela indicação de vários membros desta Academia que me incentivam a dela fazer parte para desfrutar dos ensinamentos que surgirão do convívio social”.

Das letras 2

Temer também enviou exemplares de alguns de seus livros, como Democracia e Cidadania, Território Federal nas Constituições Brasileiras e Anônima Intimidade.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.