Quase pétrea

Sonia Racy

28 de abril de 2010 | 08h04

Começa quente a gestão Cezar Peluso no Supremo. Na sessão hoje, a OAB vai defender a tese de que a Lei da Anistia não deve valer para quem praticou torturas.

A aposta? A lei não vai mudar.