Ganha força no Senado a urgência para votar foro privilegiado

Sonia Racy

16 Março 2017 | 00h45

Tem gente no Senado contando voto por voto na lista de adesões ao pedido de urgência para decidir em plenário o fim do foro privilegiado. A lista já tinha 34 nomes, ontem à noite, e a previsão do “contador” Rogério Chequer, do Vem Pra Rua, é de que o mínimo de 41 adesões — que torna a votação obrigatória –, “pode ser obtido a qualquer momento”.

Renan e Eunício Oliveira perderam o controle?

A conferir
Pelo que se apurou, petistas insatisfeitos (entre eles José Americo) vão pedir que Cauê Macris – presidente da Assembleia eleito ontem – seja denunciado por improbidade.

Pelos ares
Diante do que já se tornou público, sabe-se que a Andrade Gutierrez tinha como principal base de captação de recursos destinados a propina, a cidade de São Paulo – por meio de esquema de notas frias dos irmãos Assad.

A novidade é a preferência da empreiteira pelo operador Samir em detrimento de Adir: é que ele tinha um avião para transportar o dinheiro.

Divisão de bens
Interlocutores de Temer querem que o presidente divida a conta das últimas denúncias da Lava Jato com o PSDB. Leia-se: não poupar Aloysio Nunes.