Qual o ponto?

Qual o ponto?

Sonia Racy

08 de abril de 2014 | 01h06

Foto: Thais Arbex/Estadão

Cartazes de repúdio à Copa estão espalhados por pontos de ônibus em SP. “O brasileiro precisa de escolas, creches, hospitais, metrô, novas leis para prender bandidos, corruptos. E os políticos gastão (sic)nosso dinheiro com estádios”, diz o texto.

As peças trazem as máscaras do revolucionário inglês Guy Fawkes, usadas pelo Anonymous – um dos grupos que organizam o movimento #NaoVaiTerCopa. Nos cartazes também há logos dos governos de SP e federal (neste, em tom irônico, com um ‘cartão Bolsa Honestidade’).

Procurada, a assessoria de imprensa da Presidência não comentou. Já o governo paulista disse não ter investido dinheiro público em obras da Copa.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.