PT deve entrar com Adin contra Reforma Trabalhista

PT deve entrar com Adin contra Reforma Trabalhista

Sonia Racy

12 de julho de 2017 | 10h52

MESMO FORA DA CADEIRA DE PRESIDENTE, EUNÍCIO OLIVEIRA (PMDB-CE) ACELEROU A VOTAÇÃO DA REFORMA TRABALHISTA FOTO: ERALDO PERES/AP

O PT deve entrar com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade contra a reforma trabalhista – aprovada nesta terça-feira no Senado com 50 votos favoráveis e 26 contrários –, segundo fonte credenciada.

Antes, porém, vai ouvir as centrais sindicais. A ação pode ser apresentada pelo partido ou por entidade sindical de representação nacional.