PSL paulista adota silêncio diante da briga Bolsonaro-Bivar

Sonia Racy

10 de outubro de 2019 | 00h45

LUCIANO BIVAR. FOTO: ALEX SILVA/ESTADÃO

LUCIANO BIVAR. FOTO: ALEX SILVA/ESTADÃO

Políticos do PSL procurados ontem, em SP, deixaram claro que não queriam “se meter” na briga Bolsonaro-Luciano Bivar. O silêncio e a discrição foram tamanhos que nem Gil Diniz, presidente da sigla paulista, apareceu na Assembleia. A maioria dos parlamentares procurados pela coluna preferiu não se meter na briga Bolsonaro x Bivar, que rolava aem Brasília.

Dos poucos que se dispuseram, Douglas Garcia, caçula da bancada do PSL estadual — a maior da Alesp, com 15 deputados –, aceitou falar e disse estar “completamente alinhado com o presidente Bolsonaro, independentemente de para qual partido ele for”. E Frederico D’Ávila, que tem foto de whatsapp ao lado de Bolsonaro, foi na mesma linha: “Vou para onde ele for”. E acrescentou que “se o presidente sair, o partido praticamente acaba”.

D’Ávila acredita, porém, que o capitão permanecerá e que tudo “não passa de especulação” que se seguiu à divulgação do vídeo gravado em Brasília por um eleitor recifense.

Janaína Paschoal, que já  teve duros embates com o PSL, já disse à coluna, recentemente, que defende candidaturas avulsas. “Trocar de partido só implica trocar problema”. Desta vez, diante da briga, ela não retornou à coluna. Ontem, falando à Rádio Eldorado, Major Olímpio, líder do PSL no Senado, também deu sua contribuição. Afirmou que Eduardo Bolsonaro está “destruindo” a imagem do partido em São Paulo. O Zero 3 sucedeu o major na direção do partido no Estado.

Tifanny vai à luta contra lei
que proíbe trans em quadra em SP

Depois de percorrer gabinetes petistas na Assembleia paulista, a jogadora de vôlei trans Tifanny Abreu acertou ontem, com a deputada Beth Sahão, o pedido de audiência pública com participação de uma junta médica.

Ela quer ampliar a discussão sobre os limites hormonais para que mulheres trans possam atuar em equipes femininas. Seu foco é derrubar o projeto 346, que tramita na Casa e proíbe as trans em torneios oficiais do Estado.

Tiffany 2

Tifanny planeja apresentar, na audiência, os seus próprios exames – que, segundo ela, estão totalmente dentro das taxas admitidas pelo Comitê Olímpico Internacional.

Sem papelama

Ao entregar, semana passada, sua proposta de Orçamento de 2020 à Câmara, Bruno Covas tinha em mãos… apenas um pen drive. A partir deste mês, o gabinete do prefeito cravou 100% de digitalização do trabalho no setor, deixando para trás as costumeiras cenas de pilhas de papéis e relatórios. Agora, itens como decretos, projetos e movimento de pessoal, tudo sai com assinatura eletrônica.

Pinacoteca vai mostrar
quadro “novo” de Tarsila

Um quadro praticamente desconhecido de Tarsila do Amaral, deixado desde os anos 80 numa sala da prefeitura de Guarulhos, volta à vida. O Padre Bento está sendo restaurado na Pinacoteca e será exibido a partir de novembro ao lado de Antropofagia e de vários outros trabalhos da pintora.

A obra será cedida em comodato – o ato foi assinado há dias, entre o secretário Sá Leitão e o prefeito de Guarulhos, Gustavo Costa.

Martelinho  de
patinetes

A Grow, dona das marcas Grin e Yellow, fez parceria com o governo paulista para formar… mecânicos de patinetes. Começa hoje a treinar 20 professores de escolas técnicas do Centro Paula Souza, no programa Minha Chance.

 

 

 

Tendências: