Promotora que pediu fim de acordo MP-Odebrecht tem apoiadores

Sonia Racy

18 Janeiro 2019 | 00h40

Embora a lei sobre acordos de leniência seja vaga, há quem defenda, tecnicamente, o pedido de Maria Cristina de Oliveira – a procuradora que quer anular acerto entre a Odebrecht e o MPSP. Consideram que a lei veda acordos em ações de improbidade. Dilma permitiu entendimentos nesse campo via MP, mas a medida caducou.

Leia mais notas da coluna:
+ Empresa de armas fatura com alta procura
Ministro reavalia cinco anos de multas do Ibama

Mais conteúdo sobre:

Odebrecht