Projeto contra poluição leva trânsito de SP à ONU

Sonia Racy

19 de setembro de 2017 | 10h54

FOTO ESTADAO.COM

A qualidade do ar em São Paulo anda tão ruim que até mesmo empresas de outros ramos resolveram olhar o assunto mais de perto. Em reunião técnica paralela à Assembleia-Geral da ONU, em Nova York — que está sendo aberta nesta terça com discurso de Temer e, depois, de Trump –, a Telefonica está apresentando um projeto que cruza as rotas de deslocamento dos motoristas, nas ruas da capital, com dados da Cetesb sobre a qualidade do ar em cada uma das áreas.

As informações obtidas, no sistema Big Data For Social Goods, permitirão mapear o impacto do trânsito e da mobilidade no ar da cidade. Por tabela, ajudarão a gerenciar melhor o fluxo do tráfego em regiões onde não há sensores instalados. A iniciativa é parte dos compromissos da empresa, dona da Vivo, como signatária do Pacto Global — um acordo internacional sobre temas como meio ambiente, corrupção e direitos humanos coordenado pela própria ONU.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: