Proibido parar

Redação

24 de junho de 2009 | 11h16

Alexandre de Moraes, da Secretaria Municipal de Transportes, começou a sentir ontem a grande pressão contra a proibição dos ônibus fretados no centro.
“Dos 5 mil fretados hoje, há cerca de 2 mil fazendo paradas ilegais. Frete é frete e esse tipo de ilegalidade não pode continuar”, justifica.

Para tanto, 60 radares vão controlar o fluxo nas ruas, a partir de agosto.

Veja também:
mais imagensVeja quem apareceu no encerramento do São Paulo Fashion Week

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: