Mônaco e Prefeitura ajudam movimento a coletar lixo eletrônico

Sonia Racy

04 Outubro 2018 | 00h20

Principado de Mônaco e Prefeitura juntaram-se ao Movimento Greenk e o esforço deu certo. Em menos de quatro meses foram coletadas mais de três toneladas de resíduos eletrônicos.

O Ibirapuera, com 1.100 quilos, e a Aclimação, com 600, foram os focos maiores do recolhimento. O Brasil é o segundo maior produtor mundial de lixo eletrônico: só perde para os EUA.

Leia mais notas da coluna:
Bolsonaro ‘rouba’ de Alckmin tucanos mais escolarizados
Justiça do Uruguai solta doleiros envolvidos na Lava Jato