Previsões – Will Valladão (astrólogo)

Previsões – Will Valladão (astrólogo)

Sonia Racy

31 Dezembro 2016 | 00h10

EXCLUSIVO DIRETO DA FONTE

Michel Temer continua no cargo até 2018? É muito difícil que ele chegue até o final de 2017. O ingresso do Sol em Áries indica que teremos o aprisionamento de autoridades de alto escalão. Existe perigo de traições entre os amigos, descoberta de novos escândalos de corrupção, ataques de inimigos e mais descobertas da Operação Lava Jato.

O Brasil vai sair do buraco no ano que vem? Não. Existem algumas pequenas melhoras no horizonte econômico, principalmente na segunda metade do primeiro semestre, se a situação política permitir. Mas a crise só começa a ceder mesmo a partir de 2018.

João Doria terá sucesso? Em termos. Ele deve começar atendendo a parte das demandas pelas quais foi eleito, mas a situação não se mantém. Tomará medidas que se mostrarão impopulares. Dificilmente será reeleito e vejo como possível sua saída, no meio do mandato, para se candidatar a governador.

Tivemos a tragédia da Samarco em 2015. Algum acontecimento deste tipo previsto para 2017? No Brasil, as chuvas de janeiro e fevereiro devem ser intensas em algumas localidades e podem gerar mais tragédias. A seca no Nordeste deve se agravar. Mundialmente, enquanto Júpiter e Urano estiverem sob tensão, devem haver acidentes aéreos, atentados, problemas relacionados à energia nuclear e terremotos.

As prisões da Lava Jato vão aumentar ou diminuir? Devem aumentar até que a Lava Jato perca força, no final do primeiro semestre. O Judiciário aumentará consideravelmente seu poder a partir de março. Mas os prognósticos para a Lava Jato não são favoráveis.

Sua mensagem para 2017? Jamais desistamos de criar um País mais justo e um mundo melhor. Há uma luta pela frente e ela vem para nosso bem. Há uma grande mudança em curso e ela é necessária. O remédio amargo cura e a sombra é só uma projeção da luz, que invariavelmente vai vencer