Previsões para o ano que se aproxima (3)

Sonia Racy

29 de dezembro de 2011 | 23h00

Cartas, búzios e astros são categóricos: o mundo não acabará em 2012. Mas sofrerá com desastres naturais e corrupção. Quanto à economia mundial, como se comportará neste ano que se aproxima? Será que o Brasil descobrirá mais falcatruas? E o País nas Olimpíadas de Londres? Convidados preveem as transformações que virão com o novo calendário.

TERUO YAMADA
Tarólogo

O que significam as previsões do povo maia? O mundo vai acabar em dezembro de 2012?
Significa apenas o fim do calendário maia. Agora, existem as sete profecias e, ao que tudo indica, elas terminam num só objetivo: a nova consciência da humanidade, um novo patamar de pensamento e sentimento. Portanto, o mundo não acabará em 2012.

O alinhamento galáctico previsto para o ano que vem terá impacto na vida das pessoas?
Pelo que vejo no tarô, com certeza terá. Aqueles que já vêm sentindo a necessidade de mudança interna, sentirão isso cada vez mais latente, com transformações por toda a parte.

São previstos desastres naturais? Algum no Brasil?
Eles serão inevitáveis. Possíveis terremotos no Oriente, praias de determinados litorais desaparecendo. No Brasil, como sempre, as grandes enchentes e os deslizamentos de terra predominarão. Muitas pessoas morrerão, teremos grande quantidade de desencarnes coletivos, mas isso faz parte de nossa história espiritual.

O mercado financeiro tem o que temer? Quais as previsões para o Brasil nesta área?
Sofreremos com a economia mundial. São as quedas dos impérios. Muita riqueza e pouca justiça. Os grandes já estão sofrendo. Acho pouco provável que cada governante se dê conta, mas há uma lição por trás de tudo o que está acontecendo. Por isso vemos tanta corrupção cada vez mais estampada nas nossas vistas. No Brasil, sofreremos um pouco com a recessão mundial, mas se nossos governantes souberem controlar o mercado interno, conseguiremos sobreviver sem que passemos pelas privações de uma crise.

Dilma enfrentará muitas dificuldades em seu governo?
Em 2012, descobriremos ainda mais corrupção, de grandes proporções. Veremos também muita traição e brigas. Nossos governantes irão se digladiar feito soldados romanos – defendendo interesses próprios.

O Brasil será finalmente campeão olímpico de futebol?
Pelo tarô não vejo essa possibilidade. Vejo países europeus sendo a bola da vez.

Quem será o prefeito de São Paulo? Fará um bom governo?
Ainda é cedo para apontar um vencedor, mas, ao que tudo indica, tudo estará na mesma.

Lula voltará a todo vapor no cenário político?
Não, por causa de seu estado de saúde. Muito provavelmente, terá de diminuir o ritmo.

Qual sua mensagem para o ano de 2012?
O sucesso estará ao nosso favor. Energeticamente, é um ano propício para mudanças radicais de vida. Conselho: pense grande, positivo e melhor. E os resultados serão inevitáveis: sucesso, prosperidade e alegria. Tudo de melhor que você desejar a seu semelhante acontecerá a você mesmo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.