Pressionado

Sonia Racy

07 de dezembro de 2013 | 01h08

Quinta-feira, final do dia, Guido Mantega fez palestra na intensa semana de conferências fechadas do JP Morgan no Brasil.

Segundo investidores presentes, a apresentação do ministro foi algo confusa.

Pressionado 2

Aberto o espaço para perguntas e respostas, os estrangeiros se mostraram bastante incisivos em levantar receios do empresariado – citando, inclusive, coisas que ouviram dos representantes das empresas que participaram da conferência ao longo dos últimos dias.

São elas:

a) receio de perder os ratings soberanos.
b) receio das contas fiscais expansivas.
c) receio da contabilidade criativa.
d) receio do ambiente intervencionista do governo.
e) quebra de confiança.

Pressionado 3

O ministro rebateu todas as colocações mostrando muita calma. Procurou frisar que o governo não é intervencionista, mas, sim, keynesiano.

Ainda com clima quente, o encontro foi encerrado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: