Pressão sobre o preço do diesel tirou Pedro Parente da presidência da Petrobrás

Sonia Racy

13 de abril de 2019 | 00h20

JAIR BOLSONARO. FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

JAIR BOLSONARO. FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

Lambança

Mais uma vez, os caminhoneiros pressionam e a Petrobrás é forçada a atuar de forma questionável. Diante da ameaça de uma nova greve, Bolsonaro determinou que o reajuste do preço do diesel – após 15 dias de estagnação, conforme estipulado – ,divulgado na quinta-feira de manhã, fosse suspenso no mesmo dia… à noite.

O mesmo tipo de pressão levou à saída de Pedro Parente da presidência da estatal no governo Temer.

Lambança 2

O questionamento dos caminhoneiros, na época, fez com que o governo congelasse por 60 dias a fórmula que possibilitava reajustes diários dos combustíveis – acompanhando a flutuação do preço do petróleo internacional.

Assim, a periodicidade do alinhamento de preços foi flexibilizada por um tempo – sem grande prejuízo para a estatal, a não ser o de sua imagem, provando que o sócio controlador interfere, sim, em decisões dos executivos.

Lambança 3

Aparentemente, o que Bolsonaro fez tampouco vai promover baque significativo no faturamento, visto que os preços devem voltar para o lugar “em breve”.

Mas, de novo, o ataque às boas práticas de governança pegou a estatal de frente: suas ações caíram 7,21% na B3 e as ADRs lá fora, 9,29%.

Lambança 4

Ao que se apurou, esta não é a primeira vez em 100 dias que Roberto Castello Branco, novo presidente da petroleira, engole “sapo”. Teve que voltar atrás na escolha da diretora de exploração e petróleo, Solange Guedes, funcionária de carreira da estatal.

Ela passou incólume por vários governos desde 2000 e em 2015 assumiu essa mesma diretoria, escolhida por Graça Foster. O que, para uma das alas do governo Bolsonaro, é sinônimo de simpatizante do PT.

Bons hábitos

Parceria entre a USP e a Harvard resultou em revelação importante para a saúde dos brasileiros: quase um terço do total dos casos de câncer no País poderiam ser evitados simplesmente pela adoção de um estilo de vida mais saudável.

Segundo a pesquisa, apoiada pela Fapesp, em um ano poderiam ser poupadas 114 mil pessoas – 27% do total dos casos.

Ligth

Gavin James – que se apresenta no Cine Joia no dia 4 de maio – fez pedidos saudáveis à produção do show. Frutas frescas, homos, pão pitta integral, cenoura baby, falafel, quinoa e espinafre estão entre os prediletos do artista britânico.

Leia mais notas da coluna:
+ Avança MP que dobra ajuda da Caixa a Santas Casas
+ Cauê Macris ‘inova’ na Alesp incluindo a mulher em declaração de bens

Tendências: