Presidente da Abrasel pede ajuda a Bolsonaro para setor de bares e restaurantes pela pandemia

Presidente da Abrasel pede ajuda a Bolsonaro para setor de bares e restaurantes pela pandemia

Sonia Racy

27 de agosto de 2020 | 00h46

PAULO SOLMUCCI E JAIR BOLSONARO – FOTO: PAULO NEGREIROS

Paulo Solmucci, da Abrasel, jantou ontem com Bolsonaro, no Royal Tulip, em Brasília e fez um alerta: baseado em pesquisa fresquinha da associação, prevê…. muita “quebradeira” até o fim do ano.

Estavam também os ministros Rogério Marinho e Marcelo Álvaro Antônio.

A má noticia vem de dados colhidos este mês. Ele mostra que 68% dos donos de bares e restaurantes do País registram baixo faturamento na reabertura e prejuízo certeiro. E que apesar de terem demitido fortemente na pandemia, 65% do setor não pretende recontratar.

Para tentar desanuviar essas nuvens negras, Solmucci pediu ao presidente a criação de grupo ministerial para estudar medidas adicionais. Saiu animado, com promessa de nova reunião com o ministro do Turismo… “em breve”.

Comida é arte

Morena Leite criou um menu especial para a semana da SP-Arte, no Capim Santo do Museu da Casa Brasileira. Entre os pratos estão: a entrada Tomie Ohtake (tartar de atum com sunomono) e o mignon de porco Tarsila do Amaral.

Vizinhança

Batizada de “Staycation”– tirar férias sem sair da cidade – a ideia ganhou força nessa quarentena, muita gente “enjoou” da própria casa. No Rio, o Fairmont dará 30% de desconto para cariocas que quiserem brincar de turista. O hotel reabre no dia 1º de setembro.

Letras hackeadas

Todo catálogo de livros da Boitempo foi colocado de forma pirata no ar. Um link – que dizia que a editora havia liberado suas obras para download gratuito – levava à página.

A editora desconhece o autor da “tentativa de sabotagem” e esclarece que os arquivos são inseguros e subtraem, por exemplo, dados como páginas de créditos e notas de edição.

Ao ar livre

André Komatsu, Arnaldo Antunes, Augusto de Campos e Karim Ainouz são alguns dos 27 artistas que participam de No Calor da Hora, mostra que pretende levar arte para espaço público e provocar reflexões políticas. A partir do dia 31, a exposição ocupará outdoors em capitais do País. Ela faz parte do projeto M.A.P.A, criado por Cecília Tanure, Camilla Barella e Patricia Wagner.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: