Preparação

Sonia Racy

03 de dezembro de 2015 | 01h35

Jaques Wagner estava em seu gabinete, no meio da tarde de ontem, e, segundo interlocutores, foi avisado meia hora antes, por alguns deputados, sobre o que Cunha iria anunciar.

O ministro saiu, dirigiu-se à sala de Dilma e comunicou o que tinha ouvido. O que deu à presidente mais tempo para definir qual resposta daria.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.