Preços ‘vão voltar à normalidade’, diz executivo da Mauá

Preços ‘vão voltar à normalidade’, diz executivo da Mauá

Sonia Racy

11 de março de 2020 | 00h40

LUIZ FERNANDO FIGUEIREDO. FOTO: REPRODUÇÃO

 

Atento ao momento delicado do mercado financeiro, sob impacto do coronavírus, Luiz Fernando Figueiredo mandou mensagem em vídeo aos seus clientes na Mauá Investimentos. Admitiu que o que se vê “é que o mercado está em pânico” mas ponderou que “esses preços vão voltar à normalidade”, embora seja difícil dizer “se amanhã, em 15 dias ou um mês”.

Entre outras, Figueiredo observou que o coronavírus é uma “gripe muito forte” que não tem um grau de fatalidade muito grande. Os governos deram respostas “muito duras”, parando cidades, escolas – mas depois ele viu atitudes “mais racionais”.

Tranquilidade

Nesse segundo momento, Figueiredo menciona que os governos já têm respondido, via bancos centrais, com expansão fiscal para que a atividade volte. Por isso, destacou aos clientes, sua mensagem “é de tranquilidade”.

Ele considera errado “tomar uma atitude em momento de pânico” – esse tipo de providência, alertou, precisa acontecer num período de normalidade. Que é, pelas suas previsões, “o que a gente provavelmente vai alcançar nas próximas semanas”.

Presídios na mira

Sergio Moro estará na Fiesp, na segunda-feira, falando – a convite de Paulo Skaf – no evento Modernização do Sistema Prisional no País. Entre os temas de maior repercussão, a privatização de presídios no Brasil e os impactos da capacitação na empregabilidade.

E amanhã – sem a presença de Moro – os secretários estaduais de Justiça do País se reúnem em São Paulo, no encontro do Conselho Nacional, Consej. O grupo esteve com Bolsonaro e o ministro em Brasília, em fevereiro, para falar sobre polícia penal e o Fundo Penitenciário.

Sem Michelle
Gil Diniz, ex-líder do PSL na Assembleia paulista, recuou da homenagem a Michelle Bolsonaro, dia 27, na 5.ª edição do Prêmio Beth Lobo de Direitos Humanos das Mulheres.

Ao que apurou a coluna, diante da resistência na Comissão de Direitos Humanos, que se reuniu ontem, o deputado preferiu manter só a homenagem à ministra Damares Alves.

Por consenso, também foram aprovados para a mesma homenagem os nomes de Petra Costa e Ana Cañas. Os convites começam a ser emitidos hoje.

Made in Brazil

Pedro Lourenço está no Brasil para lançar a terceira coleção de sua marca, Zilver. O estilista, que só trabalha com matéria-prima orgânica, como couro de casca de maçã, apresenta suas criações, amanhã, em evento na loja de sua mãe, Gloria Coelho.

Novas ondas

O surfista Pedro Scooby vai lançar canal no YouTube, dia 19, com festa para convidados. A série recebe o nome de “Mundo Fantástico de Scooby” e vai mostrar, uma vez por semana, seu dia a dia, treinos, viagens e momentos com os filhos.

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.