Pragmatismo

Redação

31 de maio de 2009 | 06h00

Conhecido empresário do ramo têxtil encantou-se com embalagens que viu em Roma e pediu cópias para um fornecedor seu, de Portugal. Ao chegar, o material foi apreendido na alfândega pela Receita Federal por crime de falsificação de certificado de origem.

É que os portugueses copiaram rigorosamente tudo. Inclusive o “made in Italy“.

Veja também:
documentoOutras notas no blog da coluna Direto da Fonte

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.